2ª a 6ª, das 07h00 às 12h00
(67) 3483-1285

Vereadoras Maria Eloir e Niágara kraievski pedem a remoção e/ou rebaixamento dos quebra-molas, construção de faixas elev


Publicado em: 02/10/2017 15:34 | Fonte/Agência: Assessoria de Imprensa | Autor: Zé Roberto

Vereadoras Maria Eloir e Niágara kraievski pedem a remoção e/ou rebaixamento dos quebra-molas, construção de faixas elev

Procurando uma forma mais viável de promover uma melhoria na segurança em trechos da rodovia que liga Coronel Sapucaia a Amambai, especificamente na altura da Aldeia Taquapery, as vereadoras Maria Eloir Flores Rodrigues Vilante (PMDB) e Niágara Patrícia Gauto Kraievski (PTC), através da Indicação nº 260/2017, solicitaram nesta semana ao senhor, Ednei Marcelo Miglioli, Secretário Estadual de Infraestrutura do Estado do Mato Grosso do Sul, a remoção e/ou rebaixamento dos quebra-molas da Aldeia Taquapery, construção de faixas elevadas para pedestres dando acesso as Escolas locais da Aldeia, e instalação de Guard-rail na curva acentuada em” S” existente na rodovia, bem como a sinalização em toda extensão MS 289.

Ao justificar esta preposição as vereadoras, disseram que estão atendendo a centenas de pedidos dos moradores da cidade, onde alegam que estes quebra-molas em lugares sem finalidade e de tamanho indevido e que tem sido causador grandes acidentes. Diante do perigo exposto, elas decidiram solicitar ao Estado que são os responsáveis por zelar pela segurança no trânsito e pela prevenção de acidentes, que verifique as possiblidades de remoção e/ou rebaixamento dessas lombadas como medida preventiva de segurança, bem como solicitamos a essas benfeitorias na Aldeia Taquapery são necessárias, devido o grande fluxo de veículos que circulam na rodovia – MS 289. Haja vista que, já têm ocorrido graves acidentes devido ao trafego de estudantes e moradores da aldeia e a referida sinalização, e com as mudanças acima mencionadas, as vereadoras acreditam que trará mais segurança aos moradores e toda a população que circulam nesta rodovia.  

 

Zé Roberto

Fonte: Assessoria de Imprensa.